Brasileiros terão isenção de visto de 144 horas na região Beijing-Tianjin-Hebei na China

Com informações da agência de notícias Xinhua

Beijing, 28 dez (Xinhua) — A região Beijing-Tianjin-Hebei, na China, começou a oferecer uma entrada de 144 horas sem necessidade de visto para os passageiros internacionais em trânsito a partir desta quinta-feira. A medida vem como um esforço para impulsionar o comércio e o turismo.

A nova política, emitida pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (CNDR) e Administração de Aviação Civil da China (AACC), cobre 53 países, incluindo Estados Unidos, Rússia, Grã-Bretanha, Austrália, França e Japão. Na América Latina, o Brasil, México, Argentina e Chile também estão na lista.

Os viajantes estrangeiros na lista de países podem desfrutar de uma estadia de 144 horas na região, que inclui Beijing, o Município de Tianjin e a Província de Hebei, com entrada através do Aeroporto Internacional Binhai, em Tianjin, o Porto Internacional de Cruzeiros de Tianjin, o Aeroporto Internacional da Capital de Beijing, a Estação Ferroviária do Oeste de Beijing, o Aeroporto Internacional de Shijiazhuang e o Porto de Qinhuangdao, desde que tenham bilhetes para sair a um terceiro país ou região, com o devido visto, dentro de 144 horas.

A política sinaliza esforços intensificados para aumentar a cooperação comercial e o turismo internacional na região e promover a interconexão de pessoas, carga e recursos entre Beijing, Tianjin e Hebei, disse Wang Changyi, chefe de Planejamento da AACC.

A China construirá um grupo de aeroportos de classe mundial na região Beijing-Tianjin-Hebei, norte do país, para melhorar a conectividade e impulsionar o desenvolvimento regional coordenado.

Até 2030, os principais aeroportos na região serão conectados de maneira efetiva com ferrovias para estabelecer um sistema de transporte aéreo firme e coordenado, de acordo com uma diretriz publicada pela CNDR e AACC.

Quanto a Beijing, com o atual Aeroporto Internacional da Capital e um novo aeroporto que deve entrar em operação em 2019, a capital nacional fortalecerá as capacidades de aviação com foco nos voos internacionais.

O governo também planeja tornar o aeroporto de Tianjin num centro internacional de cargas, enquanto o de Shijiazhuang, capital da Província de Hebei, se encarregará dos voos regionais, segundo a diretriz.

Pin It

Comments are closed.