CHINA e BRASIL não são distantes só no mapa: são universos opostos que se traduzem no estranhamento que um país tem sobre o outro na culinária, no jeito de se divertir, na maneira como cada um lida com o relógio.

Se o trivial já é complicado, as trocas em negócios, nos âmbitos públicos e privados, são outro desafio. Mas as OPORTUNIDADES SÃO TANTAS que é preciso estar atento ao universo sino-brasileiro. E nada melhor do que ter uma boa assessoria para garantir comunicação eficiente e a entrega das melhores informações sobre o Brasil e sobre a China. Eis o Radar China.

O Radar China foi fundado em 2010, em Beijing, a partir da experiência da jornalista Janaína Camara da Silveira, que percebeu que os brasileiros eram pouco assessorados em imprensa e comunicação no país asiático. Lá, ela conheceu Sun Lidong, nascido e criado em Beijing, apaixonado pela cultura brasileira desde a universidade, onde cursou Letras – Língua Portuguesa. Com passagens pelo Ministério das Relações Exteriores chinês – no setor de promoção comercial, com vistas ao Brasil e posteriormente à Europa – e pela Embaixada do Brasil na China – Sun embarcou também no Radar.

São duas VISÕES COMPLEMENTARES, a de uma brasileira apaixonada pela China, a de um chinês apaixonado pelo Brasil. Ambos têm carreiras consistentes em ambos os países, sempre ligados aos negócios e à comunicação e a relações públicas.

Alguma dúvida de que o Radar apontará os melhores caminhos para brasileiros e chineses que se dedicam a ultrapassar todas estas barreiras culturais?

***

CONHEÇA MAIS SOBRE OS SÓCIOS EM QUEM SOMOS

Pin It